Bom dia!           Quarta 17/10/2018 06:08
Perguntas Frequentes

Por que lavar as mãos, vestir aventais e às vezes luvas?
Ao entrar na UTI, o simples fato de lavar as mãos diminui a quantidade de bactérias, vírus e fungos que se depositam na pele, diminuindo o risco de infecções para os pacientes internados.
O uso de aventais, luvas e máscaras é recomendado em pacientes com comprovada contaminação por bactérias hospitalares muito agressivas e resistentes, que poderiam se disseminar para outros pacientes e mesmo para os visitantes.

O que são essas máquinas? Por que os valores mudam tanto?
Os monitores têm várias funções e garantem a vigilância contínua dos sinais vitais do paciente como pressão arterial, frequência cardíaca, eletrocardiograma, saturação da oxi-hemoglobina etc. Cada paciente tem seus valores específicos no monitor.
Existem aparelhos que garantem a respiração artificial dos pacientes através de máscaras, tubos ou cânulas de traqueostomia: são os Ventiladores. Quando ouvir falar em "bombas" na UTI, não se preocupe! São máquinas eletrônicas que controlam o gotejamento das medicações endovenosas (soros, antibióticos e outras).

Posso beijar, abraçar, sentar na cama do meu parente?
O carinho, contato físico, é bem-vindo e importante para o paciente, desde que se tomem as devidas precauções de lavar as mãos e usar aventais e luvas nos casos recomendados. Nesses casos especiais, a equipe avisará se houver risco de contágios. A cama do paciente nunca deve ser usada como sofá!

Por que o meu parente não consegue me ouvir? Por que não pode falar?
De acordo com a doença atual, os pacientes podem ou não estar sedados, ou ainda utilizando tubos traqueais, que impedem a emissão de voz.

Quem é a Equipe da UTI?
Médicos plantonistas e diaristas, Enfermeiras, Fisioterapeutas, Nutricionistas, Psicólogas, Fonoaudiólogas, Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, Secretárias, Limpeza, Seguranças.

Qual o horário de visita?
O horário de visita e acompanhamento na UTI é determinação de cada equipe e de seu hospital. Procure essa informação na secretaria da UTI onde seu parente se encontra internado. Eventualmente , procedimentos de urgência e de higiene podem atrasar a visita. Informação médica oficial sobre o seu parente ou amigo será fornecido em algum momento do dia, definido especificamente em cada UTI pela sua equipe.
Procure saber quando perguntar do horário da visita! O médico conversa com a família.

Como posso ajudar?
Oferecendo toda a informação possível sobre o paciente, respeitando a equipe e seu trabalho, doando sangue e participando de movimentos comunitários em prol da SAÚDE

Que tipo de doenças usualmente precisam ser tratadas em UTI?
Exemplos típicos incluem ataque cardíaco (infarto), pneumonia, choque séptico, envenenamento, complicações pós-operatórias, nascimento prematuro, derrame cerebral, politraumatismo por acidente de carro, por exemplo.

Qual a diferença entre a Sala de Emergência e a UTI?
A equipe da UTI trata desde emergências menores (fraturas, traumas menores, etc) até graves problemas como infarto, acidentes, traumas por armas, intoxicações, parada cardíaca súbita, etc. O objetivo ali é dar o atendimento adequado e rápido para situações que se não forem assim cuidadas levarão o paciente à morte ou deixarão seqüelas maiores. Uma vez aplicados esses cuidados e estabilizado o paciente, o mesmo será destinado à UTI ou a outra área do hospital onde poderá continuar seu tratamento.

Como meu médico regular poderia atuar nessa condição? Ele pode ser de alguma ajuda?
Seu médico regular ou de família é muito importante para a equipe da UTI. Ele tem a história médica pregressa completa e pode fornecer dados vitais para o adequado tratamento da intercorrência atual, incluindo até valores morais, religiosos e desejos do paciente, previamente expressos, quanto ao seu tratamento. O contato dele com a equipe de UTI pode assim ser muito proveitoso.

O que eu devo perguntar para enfermeira (o)?
O professional de enfermagem tem o benefício de estar ao lado do leito do paciente por um longo período de tempo. Além disso, esse profissional pode ser a melhor pessoa para comentar o conforto ou não do paciente e a resposta do mesmo a certas terapias. Perguntas comuns que você pode fazer ao enfermeiro (a):

- Quem são os médicos que estão cuidando de meu familiar/amigo?
- Quem é o médico responsável?
- Há um intensivista envolvido com o cuidado do meu familiar/amigo?
- Está recebendo algum tratamento para dor?
- Como eu, ou o paciente, chamamos por ajuda se precisarmos?
- Como meu familiar/amigo vai ao banheiro?
- Você pode me explicar o que o médico disse?
- Você pode me explicar o que é esse aparelho / tubo / cateter ?
- O que eu posso fazer para ajudar agora?
- Quando posso visitar?
- Se precisarem me contatar em caso de problemas, como vocês o farão?
- Se houver algo urgente e eu não for encontrado, qual a medida que vocês tomam?

O que eu devo perguntar ao médico?
Quando vc for falar ao médico, é comum não se lembrar de tudo que deveria ou queria perguntar. então abaixo algumas sugestões

- O que está errado com o paciente?
- Ele poderá ser curado?
- Como essa condição poderá afetar sua qualidade de vida no futuro?
- Quando vc usualmente espera uma resposta ao tratamento em curso?
- Quais os riscos do tratamento e das medicações em uso?
- Ele (a) está sentido dores?
- O que está sendo feito para evitar pânico e medo ao paciente?
- Como ele(a) está sendo alimentado?
- Ele (a) está recebendo as medicações que fazia uso em casa?

Se a condição médica não for para cura ou a recuperação for improvável, quais as opções de conforto?
A equipe médica deve discutir com você e sua família todas as opções disponíveis para o caso. Essas opções podem incluir cessar com certas terapias como por exemplo diálise, drogas que ajudem no funcionamento do coração e ventilação mecânica invasiva, dentre outras. Certos testes e procedimentos podem também ser suspensos. Algumas questões podem ser feitas por você para a equipe:

- A ressuscitação cardio-pulmonar poderá salvar sua vida se seu coração vier a parar na condição atual?
- Como o paciente está sendo mantido confortável?
- Em casos de pacientes crianças: posso segurar o paciente?
- Posso trazer alguém de minha crença ou religião para ver / rezar / abençoar o paciente?
- Vocês podem esperar para cessar certas terapias para que mais membros da família possam vir e dizer seu último adeus?
Mas e seu eu quiser que tudo que for possível de recurso seja usado e feito, mas a equipe médica me aconselha de forma diferente, como sendo o mais apropriado para o paciente?
Essa situação ocorre com frequência quando se tem pouco conhecimento sobre a condição da doença atual. Procure ficar bastante informado do quadro clínico do seu familiar ou amigo, para poder entender o que se está propondo. Se o impasse e a dúvida se estabelecerem, é necessária uma reunião entre os familiares e a equipe médica coordenadora da UTI para se traçar um planejamento em conjunto. Caso não haja esse consenso, você pode encaminhar sua solicitação para a Comissão de Ética Médica do hospital. Pela Lei, todo hospital brasileiro tem uma Comissão de Etica Médica, que poderá ser acionada para participar na decisão final, em conjunto com a equipe da UTI e a família.

Fonte: AMIB